14 maio, 2008

Do coração



[1]

Coração néon
Vitrine colorida
Amor iluminado
De pulso intermitente



[2]

Meu coração pulsa ferrugem
A luz néon que nele circulava
Perdeu seu gás
De tanto cintilar na noite
À espera de atenção


[3]

Meu sangue embrutece
Deixa as veias mais rijas
Para confundir força e pesar
Meu sangue faz deste peito
Um grão de pulso latente
Hoje pelo tempo envelhecido
Que mora num um corpo entorpecido
Por uma dor indecifrável
Da ordem ou natureza do amor




[Definitivamente, não sou poeta. Prefiro me definir como autor de palavras aleatórias, que se casam em frases curtas, na pretensão de escrever poemas. Esses aqui saíram meio que sem pensar e são traduzidos pelo carnaval, hoje uma das paixões que ainda batem aqui dentro com certo fervor – menos do que antes, confesso, mais por questões, digamos, trabalhistas do que da ordem do relacionamento ou afeto. Na foto, o carro da Mocidade Independente de Padre Miguel sobre o coração, num efeito quase surrealista que, para mim, é digno de aplausos. O desfile é de 1998, “De corpo e alma na Avenida”. Quem quiser conferir o efeito na Sapucaí, é só ver o vídeo a seguir]




5 comentários:

FlaM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FlaM disse...

Hehehe! esqueci de comentar: ontem mesmo, antes de ler teus posts aqui, eu vi lá no overmundo uma discussão: qual a diferença entre escrever poemas e ser poeta?
Se lá. Não tive saco de ler...

[P] disse...

Ah, Daniel... eu acho que você devia escrever mais poemas, sim, tá?

Saudades de visitar a Velha Casa.

Beijos daqui.

Clarice Lis disse...

Daniel, estou encantada, queria comentar todos os seus posts com expresão de oh! ah! lindo! Gostei tanto do que li, me senti em casa nas suas palavras. Posso fazer um link entre a sua casa e a minha janela?

Ana Cláudia Zumpano disse...

Hoje pelo tempo envelhecido
Mora num um corpo entorpecido
Por uma dor indecifrável
Da ordem do amor

belo... lindo lindo... dias sem internet, sem passar por aqui... mas sempre que posso leio alguma coisa. tbm gosto muito do VERDADEIRO carnaval...

Bjos ;*