16 novembro, 2009

Para Clarice


“Estou caindo numa tristeza sem dor. Não é mal. Faz parte. Amanhã provavelmente terei alguma alegria, também sem grandes êxtases, só alegria, e isso não é mau. É, mas não estou gostando muito desse pacto com a mediocridade de viver”.
[Clarice Lispector]


Eu também não, Clarice. Os dias por aqui se passam exatamente assim: oscilantes, alternando tristeza e alegria num ritmo ainda incerto. Hoje, por exemplo, estou feliz sem qualquer motivo, mas ontem me vi por algumas horas num profundo pranto interno. Coisa passageira, de menino manhoso talvez, que ainda não descobriu como faz para fugir dessa mediocridade. Minha relação com a vida, cara companheira, tem sido tão torpe ultimamente que ando preferindo o sono. Talvez esteja melhor ao acordar. Boa notícia: há cinco dias não faço uso de remédio para interromper a insônia. E tenho sonhado bastante, diga-se de passagem. Ou melhor: a memória tem colaborado nessa minha relação com os sonhos. Hoje eu lembro bem: me vi pequenino, na casa da minha avó. Era de tarde, céu ainda róseo, e eu tomava banho de mangueira. “Perto de muita água tudo fica mais feliz”, diz mais ou menos a frase de seu amigo Rosa. Talvez seja por isso que eu acordei bem. Estou em São Paulo esta semana, mas em breve vou procurar ver o mar no Rio.

6 comentários:

Deh ramos disse...

ah, Clarice! acho que ela me entenderia e muito.. meus também andam meio sem graça. uma mediocridade só!

melhoras, Daniel.. bjs

Marcelo Mayer disse...

ponto e vírgula. oq me resta

Clarice disse...

Daniel, esse é e sempre será meu maior medo: ter uma vida mediocre. Clarice sabia de tudo mesmo. Adoro quando vc escreve para ela. Já viu o mar do Rio?

Anala Lelis disse...

É incrível como ao pegar os textos e contos de clarice nossa vida se encaixa, como se ela entendesse a angústia de cada dia. Como agora.

Poeta Mauro Rocha disse...

Clarice que nos ensina tanto.

Ola quanto tempo!!

Quero desejar-lhe um Feliz Natal para você e toda sua familia e que tenhamos muito amor e paz nos das que se seguem,estou antecipando pois vou viajar e não haverá internet onde vou,rssrsrr, mas independente diso, gostaria de dizer que estarei ligado a todos na esperança de um Brasil e mundo melhor e no desejo que sejamos muito felizes. Um abraço!!

Ale Danyluk disse...

Minha insônia só deixa de ser medíocre quando passo por aqui e percebo que ela não foi em vão. Suas palavras passam por onde o sono ainda não chega.
Suas conversas com Clarice são divinas.

E o mar é sempre o mar....belo e essencial
Beijo Dan