23 outubro, 2007

Pra frente


"Versos... não
Poesia... não
Um modo diferente de contar velhas histórias"

[Cora Coralina]



Este é um pouco o espírito deste espaço:
contar velhas histórias
mirando novos horizontes

Não sei dizer se é um modo diferente de contar histórias
Pelo menos, é sincero
Mesmo que os sentimentos aqui expostos
Não sigam uma ordem lógica ou coerente do pensamento



"Tudo isso é absolutamente independente da minha vontade"
[Fernando Pessoa]

***

A experiência, por ora, tem sido positiva
Bom forçar-me a dizer o que sinto
Mesmo que em entrelinhas ou em poucas linhas


[Alguém me pergunta:
"A cada dia, uma nova descoberta?"]


Talvez sim, embora eu tema pelo lugar comum.
Mas quem disse que a vida é sempre inédita
ou livre dos chavões?

Por não encontrar resposta própria,
Me ancoro no que já foi um dia dito:



"A espantosa realidade das cousas
É a minha descoberta de todos os dias.
Cada cousa é o que é,
E é difícil explicar a alguém quanto isso me alegra,
E quanto isso me basta"

[ainda Fernando Pessoa]


De qualquer forma, a sensação tem sido positiva
Ainda que as palavras soem um pouco pesadas
É que eu ainda olho pra trás
Querendo seguir à frente
Mas, passo a passo, aos poucos
Sinto que dá pra chegar lá


"Que importa a marca dos retratos na parede?
Que importam as salas destelhadas,
e o pudor das alcovas devassadas...
Que importam?
E vão fugindo do sobrado,
aos poucos,
os quadros do passado."
[ainda Cora Coralina]



Vamos combinar:
já estava mais do que na hora
de começar a botar ordem nessa casa

Um comentário:

J.P. disse...

"(...)E mesmo sem saber pra onde estas águas vão me levar eu seguirei...Mesmo sendo um mesmo caminho que eu já tenha percorrido... Mas e se este rio desaguar no mesmo mar? E se eu ainda nao aprendi a nadar?"

Bravo mais uma vez!!!