20 outubro, 2007

Rascunho

[clique na imagem para ampliar]

5 comentários:

:: Daniel :: disse...

Para quem não entendeu a letra do escriba aqui...

***

Quero cruzar com outras vidas
Nessa, ou em outras vidas
Pode ser no ar
[seria bonito]
Ou também com o próprio ar

Não importa.
Eu quero é ter você perto
Do meu lado, ou de alguma forma a mim ligado
[pena que esse você ainda não está aqui]

***

Estou disposto a escrever
Novas histórias, novas linhas
Com as devidas rasusas, rabiscos ou correções
Mas agora evitando a todo custo
Apagar os vestígios de tropeço

Quero deixar no papel todas as marcas
Sabe-se lá, vai que um dia eu precise
Voltar e ver o que precisei mudar...

Vendo as tentativas de conserto
Acho que eu vou conseguir seguir adiante

[Tomara
tou cansado de, volta e meia,
ter que desamassar esse papel]

J.P. disse...

"Enterrar e marcar num mapa cada experiência, para que sempre possamos encontrar estas para admirirá-las sem nos perdermos..."

Ficou lindo.

renataamacam disse...

Gostei muito, viu! de verdade

Carlos Otoni Rabelo disse...

É tudo verdade, amigo, tudo a mais pura verdade...

A gente vive desamassando os papéis, mas fique tranquilo. Se a gente não cansa, o próprio papel um dia rasga.

Lindo, lindo. Como sempre.

Guilherme disse...

Belo rascunho com belas palavras. Vez-em-quando também esbarro com antigos bilhetes amassados no bolso do casaco. Polaroids escritos, momento-já enquecidos. Bom a gente ter do que lembrar! Abraço meu!