31 outubro, 2007

Quando fecham a porta do quarto


Num movimento sozinho
Fechar a porta do quarto significa isolar-se
Minar sua trincheira
Demarcar seu território
“Proibida a entrada de estranhos
Este aqui é o meu local”

Num movimento sozinho
Fechar a porta do quarto significa afirmar-se
Proteger-se de qualquer ameaça
E, de alguma forma, aquietar o coração
“Cala a boca já morreu
Quem manda aqui nessa porra sou eu!”

Já num movimento acompanhado
Fechar a porta do quarto significa questionar-se
Por que as pessoas surpreendentemente se transformam?
E por que você não consegue gritar com o dedo em riste?
Bradar em voz alta e sair correndo?

Num movimento acompanhado
Fechar a porta do quarto significa calar-se
É o tilintar da tranca que ressoa alto demais
O toque no disjuntor também grita
O escuro fala por si
E me faz procurar na janela qualquer brechinha de luz

Quando fecham a porta do quarto
Geralmente canto versinhos soltos, bem baixinho
[é que, sabe, tenho medo de estragar o clima]:

"(...)
Tão redonda a lua
Como flutua
(...)
E no silêncio lento
(...)
Apaixonado
(...)
Que eu sei que embaixo desta neve mora um coração"


[São versos soltos assim mesmo, em elipse.
O resto ainda não consegui lembrar]


***

"Não me deixe só.
Eu tenho medo do escuro.
Eu tenho medo do inseguro.
Dos fantasmas da minha voz"
[“Não me deixe só”, Vanessa da Mata]



O escuro eu já conheço. O medo também.
Só não esperava recrudescer os fantasmas da minha voz.
Preciso voltar a ficar afônico.


[Alguém, por favor, pode ler o post aí embaixo
e fazer a gentileza de me ajudar a abrir a porta?]


6 comentários:

J.P. disse...

Para ajudar a abrir a porta:
Frases soltas...
"Quero saber o que se passa aqui, mas estas paredes não me deixam ouvir... Quero ser quem eu deveria ser e não mais sentir a vida tão fora de mim...E desta casa sem janelas, ouvi uma voz me chamar...Descobri que aquela porta estava aberta e a chave o tempo todo onde deveria estar"

Nanda disse...

Abre a porta,
não fiques aí fechada,
cá fora há gente à espreita,
para chegar à tua beira.

Abre a porta,
é a vida que te convida.
Vê, há ali uma festa,
e um Sol que te acena.

Abre a porta,
sorri, sorri muito,
chama-te da rua uma criança,
convida-te a brincar com ela.

Abre a porta,
toda aberta,
deixa a luz penetrar,
que vais ver,
como tua alma se alegra!

nanda disse...

Pode me chamar como achar melhor. :D E quanto a nos conhecermos, não. Eu vi seu blog no... Orkut, acho. Gostei da linha editorial (aliás, algum dia eu tenha uma no meu blog também). Beijão. :)

Vulgo Dudu disse...

Quando eu era mais novo e deixava alguém entrar no meu quarto, era como se dixasse entrar no meu mundo. É como se fosse possível fazer uma "limpa" em tudo o que penso.

Muito bom esse texto! O melhor são os avisos!

Abs!

Guiu disse...

Abrir portas e janelas. Metafóricos presságios. Hj tá quente aqui, inacreditável calor nessa Sampa de enigmas. Bjo

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny